Cidadão do Mundo: cerimônia pós-intercâmbio marca a retomada do programa em 2022

Acessar fotos
14/10/2022

Nesta quinta-feira (13), em solenidade no Palácio dos Leões, o governador Carlos Brandão recebeu os 50 intercambistas da 6ª Edição do Programa Cidadão do Mundo, que estiveram nas cidades de Montpellier, na França; Cidade do Cabo, na África do Sul; e Córdoba, na Argentina. Na oportunidade, Brandão anunciou o aumento de vagas.

A cerimônia de pós-intercâmbio marca a retomada do programa em 2022, após a pandemia da Covid-19. O Cidadão do Mundo, que já contemplou 445 jovens desde 2015, é voltado aos universitários egressos da rede pública, que tenham entre 18 e 24 anos.

A iniciativa do Governo do Maranhão, que tem o objetivo de incentivar a capacitação bilíngue, promover integração e atualização dos jovens maranhenses em outras culturas, já levou graduandos a países como a França, Argentina, Estados Unidos, África do Sul, Espanha e França.

“O Cidadão do Mundo é um programa de grande importância, porque ele dá ao jovem de escola pública a oportunidade de estudar o idioma de sua preferência a partir de sua pontuação no edital. Eu estou muito feliz em receber 50 jovens que acabam de chegar dessa missão de intercâmbio”, disse o governador Carlos Brandão.

Na ocasião, o governador anunciou que será aumentado o número de vagas para 100 oportunidades nas próximas edições do programa.

“Nós vamos ampliar este programa para atender a 100 jovens de escolas públicas e dar ao filho do trabalhador essa oportunidade de mudar a sua vida, de agregar o idioma ao seu currículo e poder ter um bom emprego e, consequentemente, boas condições financeiras”, garantiu Brandão.

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Davi Telles, ressalta que a iniciativa o Governo do Estado veio para assegurar aos filhos dos trabalhadores uma experiência que era restrita aos jovens de classe média alta.

“É um momento de confraternização, o Cidadão do Mundo é esse programa republicano, democrático que dialoga diretamente com a necessidade dos jovens maranhenses. Antigamente, no Maranhão, somente os jovens de classe média alta podiam ter uma experiência de intercâmbio de línguas; hoje em dia, os filhos dos trabalhadores também podem”, ressaltou Telles.

A coordenadora do programa Cidadão do Mundo, Fabiana Moura, pontua quantas oportunidades foram oferecidas foram ofertadas aos universitários maranhenses nesta 6ª edição do programa. 

“Estamos recebendo os 50 estudantes que foram pela 6ª edição. Tivemos 25 estudando inglês na África do Sul, 15 estudantes aprendendo espanhol em Córdoba, na Argentina; além de 10 alunos que fizeram curso de Francês por 3 meses na cidade de Montpellier, na França”, pontuou.

O representante da Via Mundo Intercâmbio, Antônio Barcelos, destaca a importância da parceria público privada na criação de programas que geram novas oportunidades aos jovens.

“Para mim, enquanto empresário da área de educação internacional e intercâmbio cultural, tem sido uma experiência enriquecedora e gratificante participar da preparação e do suporte aos jovens durante todo o período. Ajudamos a construir um programa tão rico como este através da parceria público privada”, disse o empresário. 

Para a aluna de Relações Públicas da Universidade Federal do Maranhão, Maria Júlia de Sousa, o programa mudou a sua maneira de ver o mundo e abriu a mente para o quão longe eles poderão chegar a partir dessa oportunidade concedida pelo Cidadão do Mundo.

“O Cidadão do Mundo mudou a minha vida, eu não imaginava que teria a oportunidade de conhecer um outro país, uma nova língua e tantas outras pessoas. Foi uma experiência incrível a forma como abriu a nossa mente para a quantidade de oportunidades que a gente pode ter. Eu espero que mais pessoas continuem sendo impactadas por esta iniciativa”, afirmou.

Para o aluno do curso de Direito da UFMA, Lucas Santiago, o programa possibilitou não só o aprendizado de uma nova língua, mas um enriquecimento cultural.

“Esse programa foi muito importante, tivemos a oportunidade de aprender uma nova língua e sobre a cultura Argentina, que é muito rica. Nós conseguimos conhecer a dança, a culinária, o modo de viver das pessoas, que é uma realidade diferente da do Brasil, apesar da proximidade”, destacou Santiago.

Autoridades presentes

Além do governador Carlos Brandão, a cerimônia contou com a presença do secretário-chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira; dos secretários de Estado da Tecnologia, Davi Telles; e de Planejamento e Orçamento, Luis Fernando Silva.

Também estiveram presentes o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), André Santos; a coordenadora do programa Cidadão do Mundo, Fabiana Moura; o deputado federal Bira do Pindaré; o diretor da Agência Via Mundo, Antônio Bacelar; e a representante da One Operadora, Ingrid Garcia.